03 Mayo 2016 Teleferico de Santiago03 Mayo 2016 Teleferico de Santiago Teleferico de Santiago

Há passado quase sete anos desde a última vez que vimos como a paisagem de Santiago se interrompia pelo subir e descer do teleférico do Parque Metropolitano de Santiago, que, depois de apresentar uma imperfeição em sua caixa de velocidade no ano de 2009, ficou suspenso indefinidamente. Desde esse dia, até os dias de hoje, têm sido múltiplos os anúncios de sua reabertura, mas agora já é oficial, pois esse clássico circuito da vida da capital voltou a ter vida à partir do dia 24-11-2016.

Desde a sua inauguração, em 1 de abril de 1980, esse teleférico se transformou em visita obrigatória de cidadãos e turistas que buscam ficar com um postal aéreo de uma cidade em pleno desenvolvimento. Em tempos turbulentos, e de grande hostilidade política, a novidade de esse novo meio de transporte ocupa um marco histórico e cultural tão importante como o Parque Metropolitano de Santiago, que representou uma ideia de progresso que contrastava com a realidade de milhares de chilenos, que ainda abaixo da linha da pobreza, viam como no céu cápsulas estranhas que pareciam trazer novidades de um Chile que desconheciam… para aqueles que podiam acessar, esse teleférico se transformou em visita de domingo obrigatória com toda a família, no primeiro encontro, no primeiro beijo, em um lugar onde propuseram ou foram propostas em casamento… Enfim, de uma maneira ou de outra, mais que um meio de transporte, o teleférico do Parque Metropolitano de Santiago é história viva, é parte de um relato sócio cultural que merece ser visitado por aqueles que buscam entender a Santiago de hoje.

O trajeto será desde as proximidades da Virgem (Pio Nono), até o casso da rua Pedro de Valdivia, contando com três estações: Cumbre, Tupahue e Oasis. A grande renovação que esta reabertura trás, é a substituição dos antigos “ovinhos”, por novas cabines com mais capacidade de passageiros, ventilação e oito porta-bicicletas, entre várias outras melhorias. A passagem terá o valor de $1.350 pesos chilenos o trajeto (R$ 7,00 aprox.) e $2.250 pesos (R$ 11,00 aprox.) o trajeto de ida e volta.

O horário de funcionamento é de Terça-feira a Domingo das 08:30 às 19:00 hrs.

Como chegar? Pegar a linha 1 do metrô (vermelha). Descer na estação Pedro de Valdivia e caminhar em direção ao morro pela Av. Pedro de Valdivia. Essa caminhada terá duração de aproximadamente 15 a 20 minutos. Uma vez ali, poderemos pegar o teleférico diretamente.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.