No mês de maio, o Outono tenta se estabelecer completamente em Santiago do Chile. É quando começa a esfriar e sentimos principalmente durante as noites e manhãs. Aqueles viajantes que decidiram vir ao país nos meses de junho, julho e agosto não devem esquecer que estes são os meses de temperaturas mais baixas do ano, em alguns dias tendo temperaturas negativas na cidade.

Uma pergunta muito frequente que ouvimos é “O que levar na mala para aguentar o inverno no Chile?”. É por isto que decidimos criar este post e orientar um pouco aos nossos amigos em como se preparar para as baixas temperaturas da cidade.

 De acordo com a nossa vasta experiência nos invernos do Chile, o que recomendamos levar na mala é o seguinte: 

– Luvas , tocas e “protetor de orelhas” (proteção para as orelhas, geralmente de polar ou lã). O frio da manhã pode ser tão forte que dá a sensação de congelar tudo o que fica exposto. Se você consegue manter cabeça, mãos e orelhas quentes, com certeza se sentirá melhor durante o inverno no Chile;

 – Levar meias grossas, ou vários pares de meias extras para usar duplos. Os pés também são uma entrada e saída do calor do nosso corpo. Quem sabe de frio, jamais se esquece deles;

– Sapatos fechados e herméticos é o que você deve levar na sua mala para que seus pés não congelem. Se a previsão de chuvas é acertada, você não vai querer ficar com os pés molhados durante o dia até voltar ao hotel. É importante cuidar dos pés para não se resfriar;

– A primeira pele é importante durante o inverno no Chile. Esta grande aparição no mercado nos ajuda a evitar ter que usar roupas excessivamente grossas. Podemos combinar roupas leves com uma camisa ou uma calça tipo lycra desenhada especialmente para nos proteger do frio mais intenso;

– Jaquetas impermeáveis são fundamentais de levar na mala. Pode ser que não chova durante a sua estadia, mas se você tiver uma jaqueta impermeável, ficará protegido e seco até o final do dia, além de ser muito útil para o contato com a neve;

– Protetor solar e óculos escuros. Sim, você leu certo. O inverno no Chile inclui a possibilidade de subir para a nevada Cordilheira dos Andes, e é preciso saber que a cada 1.000 metros se aumenta em 15% os efeitos nocivos do sol, sem levar em consideração o efeito causado pela neve que reflete 80% dos raios do sol. Você não vai querer chegar em casa exibindo um incrível bronzeado tipo Guaxinim;

– Se você for aos centros de esqui durante o inverno no Chile, o melhor é alugar roupas à prova de água, especializadas em contato prolongado com a umidade. Caso contrário, sua viagem vai ser arruinada quando você jogar a primeira bola de neve e ela passar através das suas roupas de algodão;

– Quando vou viajar para um lugar onde eu sei que o inverno vai me receber, o que nunca esqueço de levar é a minha garrafa térmica de uso pessoal. Um bom café ou chá quente podem fazer a diferença nos climas extremos.

E agora, já se acha preparado com o que levar na mala para aproveitar o inverno no Chile com essas dicas?

2 COMENTÁRIOS

  1. Eu nunca sair do Brasil é a primeira vez. Uns dos meus sonhos é ver a neve, por isso escolhi essa primeira viajem. Indicaria um lugar mais em conta para comer tb? Aliás agradeço tudo que vc me indicar.

    • Olá Leís, tudo bem?
      Aqui no Chile à partir de Maio já é comum encontrar neve. Os centros de SKI vão estar em funcionamento até o mês de Setembro aproximadamente. Recomendamos muito visitar os centros de SKI Valle Nevado, Farellones e La Parva, pois estão bastante próximos a Santiago.
      Santiago não é uma cidade barata na hora de se alimentar, aqui neste post temos vários restaurantes com diferentes preços e serviços (CLIQUE AQUI) e sem dúvida recomendamos os nossos amigos de Silvestre Bistró. Ganharam há poucas semanas o prêmio de melhor restaurante custo/benefício de Santiago.
      Um abraço.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.