01 de Abril 2014 – Terremoto Arica 8,2.

158

O terremoto que sacudiu o norte do Chile em 2014.

Sabemos que muitos de vocês que ja visitaram ou que estão por visitar o Chile , estão seguindo atentamente esta noticia através dos meios de comunicação, preocupados pela nossa segurança. Pelo mesmo e no meio de toneladas de informação que a televisão proporciona em uma situação como esta, decidimos que como comunidade era necessário informar e desmistificar.

Como ja sabem, Chile novamente foi atingido por um terremoto, esta vez foi um de 8,2 graus na escala de Richter. A região onde foi o epicentro se encontra localizada a aproximadamente 1470 km ao norte de Santiago pelo que não foi possível sentir na nossa capital. Mesmo que toda a informação seja preliminar podemos já ter uma ideia das características deste novo cenário, que parece nos demonstrar que o Chile é um país seguro, não porque não tenha eventos naturais, se não porque hoje, a quatro anos do terremoto do dia 27 de fevereiro de 2010, é capaz de controlar e manter a população segura.

Imediatamente ocorrido o movimento telúrico, se decretou uma evacuação preventiva em toda a costa do Chile, entendendo as possibilidades, mesmo improváveis, de um Tsunami. Até este momento podemos constatar enormes diferenças com o terremoto ocorrido na zona central do nosso país no ano de 2010. Em primeiro lugar, os expertos asseguram que este é muito menor que o anterior em potencia e liberação de energia, apesar de ser somente umas décimas menor em intensidade. É verdade que o subministro elétrico foi cortado momentaneamente na região de Arica, mas a comunicação é fluida entre as entidades governamentais e de segurança do estado, o que assegura um nível de informação tranquilizador entre o lugar do evento e o resto do país.

Até agora o que podemos observar é que não existe devastação de infraestrutura e que o mar tem subido de forma controlada, sem entrar nas cidades e causar destruição. Reiteramos que esta é somente informação preliminar e que seguramente teremos maior clareza transcorridas algumas horas.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.