Ponto 1: Plaza de Armas de Santiago: A maior parte das cidades espanholas possuem uma praça central que era usada para defender a cidade. Em Santiago também é assim e para chegar até ela, podem pegar a linha 5 do metrô (ver mapa aqui) e descer na estação PLAZA DE ARMAS. Lá vocês encontrarão: A Catedral Metropolitana, O edifício dos Correios, O Museu Histórico Nacional, A Prefeitura de Santiago com o escritório de Informações Turísticas, a galería de comida rápida do centro de Santiago Portal Fernández Concha e os famosos Café com Perna de Santiago.

Ponto 2: Palácio de la Moneda: A sede do governo de Santiago está na Avenida Principal, chamada Libertador Bernardo O’Higgins e conhecida popularmente como Alameda. Para chegar ao Palácio de la Moneda basta com descer na estacão do metrô LA MONEDA, que está na linha 1 do trem subterrâneo. No lugar vocês verão a sede do Governo do país e embaixo da “Plaza de la Ciudadania”, encontrarão o Centro Cultural Palácio de La Moneda que alberga frequentemente diferentes exposições.

Ponto 3: Cerro de Santa Lucía: Um dos pontos mais importantes da cidade é este morro de formação rochosa onde os Espanhóis se refugiaram e defendiam dos indígenas do vale Central. Foi também um dos primeiros parques da cidade, onde desde o topo podemos ver grande parte da capital. Se vocês vão de segunda a sexta-feira, cuidado com o tiro de canhão ao meio dia. Podem chegar até ele pela estação do metrô Santa Lucia da linha 1.

Ponto 4: Cerro de San Cristóbal: O Parque Metropolitano de Santiago, começa no cerro San Cristóbal, um morro ao qual se pode chegar até a cima de varias maneiras: Recomendamos através de um funicular de quase 100 anos de antiguidade que ainda segue em funcionamento e arrasta as suas rodas por mais de 500 metros (a entrada custa uns 7 dólares ida e volta). A entrada está pela rua Pio Nono.

Ponto 5: Barrio Bellavista: É o bairro boêmio de Santiago. Destacamos o patio Bellavista que é um complexo com diferentes restaurantes e lojas que funcionam tanto de dia como de noite (sendo o forte de noite) e a rua Constitución, onde estão grande parte dos restaurantes mais gostosos de Santiago. Também vale a pena dar uma fugidinha até a rua Chucre Manzur, onde durante o dia podem visitar uma das casas de Pablo Neruda, “La Chascona” e durante à noite podem visitar os galpões que tem diferentes festas. É possível chegar ao bairro Bellavista pela estação Baquedano, linhas 1 e 5 do metrô.

 

Se lembrem que Santiago é uma cidade onde a cultura está na rua e que em cada esquina existe uma nova surpresa.

Estas dicas não suprem a necessidade de quem queira conhecer a fundo a história de Santiago. Para isto te recomendamos realizar um City tour pela cidade.

 Para fazer um city tour por Santiago clique AQUI

4 COMENTÁRIOS

  1. Gente, eu não gosto muito de caminhar, vocês poderiam me encaminhar os preços dos seus passeios? Gostaria de fazer o City tour e os passeios nas Cordilheiras.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.