Como já comentamos no Post anterior, durante todo o mês de setembro se comemoram duramente no Chile as Festas Pátrias. Geralmente é o mês mais esperado do ano por muitos chilenos, pois existem quem come e bebe esquecendo por completo as dietas e restrições sofridas durante o ano. Mesmo que as danças tipicas também sejam atividades muito importantes, o gasto energético não sera capaz de garantir que a sunga ou biquíni volte a ficar como no verão anterior. Por isso é tradicional que na segunda-feira após as festas pátrias, as academias voltem a se repletar logo de ficar vazios durante o ano inteiro e que os Chilenos voltem a utilizar os parques como lugar de treinamento, por um verão sem camiseta.

Para não estar tao desorientados a respeito daquilo que verão servido nas mesas e oferecido em muitos restaurantes, é necessário que conheçam algumas de nossas preparações tipicas, assim saberão aquilo que degustarão. Fundamentalmente é a “Chicha” como bebível, uma bebida alcoólica que se obtêm a traves da fermentação da Uva ou da Maca e o “Terremoto” uma especie de coquetel servido em grandes jarros de vidro e que resulta da combinação do Vinho Pipeño (vinho de cepas não nobres), Fernet, e sorvete de abacaxi. Oferece uma ressaca nada de agradável, pelo que diz quem abusou alguma vez dele….

A “Empanada” se faz mais popular que nunca na suas duas versões, frita e no forno, ademas dos anticuchos (espetinhos), pedacinhos de carne, pimentão, cebola e linguiça, feitos sempre na churrasqueira. Os mais gulosos colocam um pedacinho de pão na ponta do espetinho para não ficar com fome. Sem embargo, será impossível comer só um.

São tradicionais também os “asados” (churrascos) de carne de boi e as linguiças que logo abracadas de um pão chamado “marraqueta” serão reconhecidos como o “Choripan”, que serve para aguardar que a carne de boi esteja pronta, ao igual que as “sopaipillas” massa de pão frita em óleo, de forma geralmente redonda aquí na região central e triangular no sul do país. A clássica versão do “asado”, pedacos de carne feitos na churrasqueira, passará a ser mais monumental no sul do país, com animais inteiros insertados em ferros e cozinhados enquanto giram sobre o fogo durante horas. Isto é chamado “Asado ao palo”. Enquanto isto acontece nos quintais das casas ou nos terraços dos edifícios, na cozinha se prepara o infaltavel “Pebre” consistente em tomate, cebola, pimenta verde, alho e coentro finamente cortado e que serve para acompanhar e condimentar todos os pratos anteriormente descritos.

Mas como toda comida debe ter um momento doce, impossivel nao terminar com os alfajores, geralmente presentes em todas as casas chilenas durante este mes. Consiste em duas laminas redondas, chamadas “Hojarascas” feitas de massa de farinha, ovos e manteiga e unidas pelo delicioso “manjar”* (idealmente branco), e resulta ser um delicioso acompanhante para o cafezinho da sobremesa. Assim que ja sabem. Subir de peso em nome da patria (mesmo que nao seja a nossa) é totalmente permitido durante o mes de Setembro.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.